Energia solar atinge 23,9 GW, passa eólica e se torna 2ª maior fonte do Brasil, diz Absolar.

A energia solar fotovoltaica atingiu 23,9 gigawatts (GW) de capacidade instalada no Brasil, ultrapassou a energia eólica (que tem 23,8 GW) e se tornou a segunda maior fonte de geração do Brasil, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

O crescimento vem sendo impulsionado pelo segmento de geração própria — também conhecido como geração distribuída (GD) —, sistema de geração de energia elétrica instalado em telhados de casas, prédios e empresas e em terrenos. Isso porque consumidores estariam aproveitando um benefício que acabou nesta sexta-feira (6 de janeiro): a isenção na taxa de distribuição de energia até 2045.

A instalação de painéis solares tem sido tão forte que, em janeiro de 2022, a energia solar fotovoltaica tinha “apenas” 13 GW de potência instalada no Brasil — o que significa um crescimento de 84% em menos de um ano. Em setembro, eram 19 GW de capacidade.

Tentativa de prorrogação

A isenção na taxa de distribuição de energia até 2045 foi definida pelo Marco Legal da Geração Distribuída, sancionado em 2022 pelo governo Jair Bolsonaro (PL). Ele estabelece regras para a produção própria de energia como a solar fotovoltaica.

Deputados federais tentaram em dezembro estender o prazo para pedir o benefício, por mais 6 meses, mas o projeto de lei n° 2703/22 “emperrou” no Senado e não foi analisado antes do recesso parlamentar.

A expectativa é que senadores retomem a discussão após o recesso, a partir de fevereiro. “O problema disso é que, se os senadores aprovarem em fevereiro, provavelmente será preciso verificar a situação de quem solicitou a instalação após 7 de janeiro”, afirma Guilherme Susteras, coordenador da Absolar.

 

Fonte: InfoMoney. Link: https://www.infomoney.com.br/consumo/energia-solar-atinge-239-gw-passa-eolica-e-se-torna-2a-maior-fonte-do-brasil-diz-absolar/

Deixe um comentário